sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Vou pecorrer meu caminho....

Esquecer...

Porque é Tão difícil esquecer?
porque me passo a fazer tipos de perguntas?
porque tenho que sofrer, para recomeçar?
porque tem que ser assim?


A razão fala todo dia,"não tem mais jeito" o coração "Eu quero ela, com todos os defeitos"

Mas queria que fosse tão fácil.
Não vou dar esperanças pra nenhum dos dois, pois não há esperança
Passado é passado, aconteceu muita coisa. vejo ela cometendo os mesmo erros(que no caso não são erros, pois ela está "só"), mas é a vida.
bola pra frente, só o que posso dizer.
Esta foi minha ultima ligação e ira ser meu ultimo post

não te esqueci queria voce juntinho de mim agora deitada na minha cama rindo com besteira.
Só que me resta agora é me despedi.

Se cuida, e vá bater suas asas.

vou pecorrer o meu caminho, nao sei se é o certo mas vou...

quinta-feira, 30 de junho de 2011

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Nao sei escrever....

infelizmente não sei demonstrar nada em palavras, em textos, falo através de musicas que estou sentindo no momento.
  Hoje completo 25 anos, não gosto muito de aniversário nao sei porque, sou muito sociável mas nao me sinto bem qdo é cmg, nao sei pq mas sou assim. Agora celular que nao atende recado que nao sao ouvidos. esperar recado no orkut, facebook ou msn?? fora de cogitaçao ja era agora dormi e ver o dia amanhecer se a chuva deixar
Parabéns para mim e tentarei recomeçar!!
um novo começo....

domingo, 14 de setembro de 2008

Tom Jobim - Wave

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho...

O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho...

Da primeira vez era a cidade
Da segunda o cais e a eternidade...

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver...

Vou te contar...

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Him - Play Dead


A moth into a butterfly
And a lie in the sweetest truth
I'm so afraid of life

I try to call your name but i'm
Silenced by fear of dying
in your heart once again

I see the seasons changing
And in the heart of this autumn I fall
With the leaves from the thees

I play dead
To hide my heart
Until the world gone dark fades away

I cry
Like god cries the rain
And i'm just one step away
From the end of today

I see the reasons changing
and in the warmth of the past I crawl
Scorched by the shame

I play dead
To hide my heart
Until the world gone dark fades away
I stay dead
Until you veil my scars and say goodbye to fate
Before it's too late
Before it's too late

I play dead
To hide my heart
Until the world gone dark fades away
I stay dead
Until you veil my scars and say goodbye to fate
I play dead
To hide my heart
Until the world gone dark fades away
Before it's too late

sexta-feira, 4 de julho de 2008

O Teatro Mágico - Durma Medo Meu


Todo o chão se abre
No escuro, se acostuma
Às vezes a coragem é como quando a nova lua

Somos a discórdia
E o perdão
E nos esquecemos da cor que tinha o céu
Assim como a saudade
Ou uma frase perdida

Durma, Medo Meu
Durma, Medo Meu

Um não, às vezes um "não sei"
Janela, madrugada, luz tardia
E o medo nos acorda

Pára e bate o coração
Em pura disritmia
O medo amedronta o medo
Vela, madrugada, dia,
Assim como a saudade
Ou uma frase perdida

Durma, Medo Meu
Durma, Medo Meu
O Teatro Mágico - Durma Medo Meu